noticias

Gratuita e aberta ao público, a programação oferece vivências e intercâmbios culturais com os Tesouros Vivos da Cultura, feiras de artesanatos e gastronomia tradicional, além de apresentações artísticas

 

Entre os dias 21 e 24 de novembro (quarta a sábado) o município de Aquiraz recebe o XII Encontro Mestres do Mundo, que vai reunir os Tesouros Vivos da Cultura do Ceará, representados pelos 69 Mestres e Mestras da Cultura vivos, 11 grupos e 2 coletividades, reconhecidos como detentores dos saberes da cultura popular tradicional e do patrimônio imaterial do Estado do Ceará. A ação é uma iniciativa da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e oferece uma vasta programação cultural gratuita e aberta ao público durante os quatro dias de evento, com atrações  regionais, nacionais e internacionais.

As atividades iniciarão logo na manhã da quarta-feira (21) com o cortejo dos Mestres pelo centro de Aquiraz, cidade que foi a primeira capital do Estado e que sedia pela primeira vez o evento.  Na tarde do dia 21 (quarta), o teatro da ONG Tapera das Artes irá receber uma vivência com o multiartista pernambucano Antônio Nóbrega, os Mestres dos Sons e os alunos aprendizes da ONG. A abertura oficial ocorrerá às 19h, na Arena dos Mestres, com homenagens às personalidades do XII Encontro Mestres do Mundo, seguida por apresentações artísticas dos grupos Coco do Iguape, do Mestre Cabral (Iguape-CE); Reisado São Miguel, de Mestre Tarcísio (Juazeiro do Norte-CE); Banda Cabaçal São José (Missão Velha-CE) e da Compañía de Danzas Quillary (Peru).

Antônio Nóbrega encerrará as apresentações artísticas de 21 de novembro acompanhado pelos músicos Edmilson Capelupi (cordas), Olivinho (acordeom) e Léo Rodrigues (percussão), apresentando um show especialmente produzido para o encontro, com a participação dos Mestres dos Sons e dos aprendizes da Tapera das Artes. No show, Nóbrega reunirá canções dos seus vários espetáculos, promovendo uma viagem através do seu universo musical e poético, com uma reunião de baiões, choros, sambas, ponteios e peças instrumentais presentes em seu repertório.

A manhã da quinta-feira (22), das 9h às 12h, será dedicada às vivências entre os Tesouros Vivos e o público. Na EMEF Laís Sidrim haverá a ação Rodas Sementes, voltada ao repasse dos saberes tradicionais dos Mestres da Cultura às crianças e jovens da rede pública de ensino de Aquiraz e ao público em geral. Em paralelo, o Espaço de Saberes Múltiplos, localizado no Centro Histórico de Aquiraz (Praça da Matriz, Largo da Independência e  Mercado Municipal) será o palco para uma manhã de trocas de conhecimentos e afetos entre os Mestres dos Sons, das Mãos, da Oralidade, do Sagrado e do Corpo, memórias vivas das tradições do povo cearense.

À tarde, a partir das 14h, a Escola Francisca Holanda Costa, de Pindoretama, recebe o Macaratu Az de Ouro para a aula espetáculo “Maracatu e o Saber do Mestre Juca do Balaio”. Já a EMEF Rita Paula, na Prainha – Aquiraz, sediará a oficina Nau Perdida em Busca de Afetos, promovendo uma rica experiência com canto, dança, teatro de fandangos e a marujada cearense presentes no litoral com o Pescador Seu Manoel para as crianças e jovens filhos dos pescadores locais.

Também a partir das 14h, o teatro da Tapera das Artes irá receber o Seminário Interdisciplinar de Patrimônio Imaterial, coordenado por Eliza Gunther, e no Espaço Encantados, no Anexo do Museu Sacro São José de Ribamar, o Mestre Galvão (Juazeiro do Norte-CE) apresentará a aula espetáculo “Sanfoninha Pé de Bode, o Saber do Mestre Chico Paes”.

As apresentações artísticas da quinta-feira começarão às 16h, no Palco Largo da Independência, localizado entre o Museu Sacro e seu Anexo, com shows de Mestre Macaúba (Caucaia-CE) e Cana Verde do Iguape (Aquiraz-CE). Na Arena dos Mestres, a programação será com o Brincantes Sementes, programação infantil resultante da oficina Nau Perdida em Busca de Afetos, a partir das 18h30.

Mestre Macaúba também se apresentará no palco principal, seguido de Mestre Geraldo Amâncio e Guilherme Nobre (Fortaleza-CE), Cacique Venâncio, Pajé Luís Caboco, Cacique Pequena (CE) e Povo Pankararu (PE), Guerreiro Joana D’arc de Mestra Margarida (Juazeiro do Norte-CE), Baile de Congo de São Benedito-Ticumbi (Conceição da Barra-ES) e Cavalo Marinho Estrela de Ouro (Condado-PE). Encerrando a noite, os Zabumbeiros Cariris (Juazeiro do Norte-CE) farão show cujo repertório conta com arranjos que dialogam do tradicional ao contemporâneo. Sua música tem o sabor do campo e do asfalto, do inverno e da seca, das dores da escassez e da alegria da fartura, remontando as festas do interior, das quermesses e romarias de Juazeiro do Norte.

A manhã da sexta-feira (23) será dedicada a cuidar da alma e louvar a ancestralidade de matriz africana e indígena, com uma série de vivências no Território Jenipapo-Kanindé. A Caminhada Nativa Sob a Flor do Jenipapo irá ocupar a Terra Kanindé da Encantada, suas Mangueiras, a Lagoa e o Morro do Urubu, com diversas atividades conduzidas pela Mestra Cacique Pequena: sob as Mangueiras, haverá o Toré/Torém, ritual sagrado indígena, e pintura corporal da tribo dos Jenipapo-Kanindé.

Na Lagoa da Encantada serão cantados Pontos de Jurema, Oxum, Oxóssi e Caboclos das Matas e haverá uma vivência com o Sagrado Afro-Indígena, com as Mestras Cacique Pequena e Mãe Zimá, seguida de trilha no Morro do Urubu. De volta às Mangueiras, os Tesouros Vivos da Cultura terão um momento de confraternização, com abraço coletivo e homenagem musical feita pelo músico Calé Alencar, junto ao batuque do Maracatu Nação Fortaleza, apresentando a loa Salve Mãe Pequena Jenipapo-Kanindé, e por Ângela Linhares, com a Ciranda do Caminho.

Às 14h, a  EEMTI Custódio da Silva Lemos, no distrito de Guanacés, em Cascavel-CE, receberá a aula espetáculo “Reisado Boi Coroação do Mestre Luciano”, de Ocara-CE, que há quatro décadas mantém os folguedos do Bumba Meu Boi vivos no Estado. Às 15h, no Espaço Encantados será realizada a oficina O Saber dos Encantados: “Jangadas e Pescadores – O Saber de Mestre Oliveira”, com Mestre Chico do Mozart.

Os shows de encerramento do XII Encontro Mestres do Mundo começarão às 16h, no Palco Largo da Independência, com apresentações da Banda Cabaçal Todos os Santos (Barbalha-CE). Às 18h30, na Arena dos Mestres, o Brincantes Sementes serão atração para toda a família com o show de Chico Bento Calungueiro (Trairi-CE). Em seguida, Alberto da Prainha do Canto Verde (Beberibe-CE) irá  apresentar ao público as cirandas, seguidas pelo Coco do Iguape do Mestre Casueira (Aquiraz-CE), pelo Boi Coroação (Ocara-CE) e pelo Maracatu Az de Ouro (Fortaleza-CE).

Às 21h30, serão compartilhados com o público os resultados da vivência/residência Uma Experiência Entre Afetos e Arte, realizada exclusivamente para os Mestres e Mestras da Cultura para promover uma maior integração, troca de conhecimentos e afetos entre os Tesouros Vivos da Cultura Cearense, seguida de apresentação de bandoneón com Carlos Quilici (Argentina).

Encerrando a noite, Calé Alencar subirá ao palco com o show Aos Mestres, com Carinho, especialmente concebido para o XII Encontro  Mestres do Mundo, com repertório afetivo, marcado por lembranças do aprendizado de Calé com os mestres da cultura tradicional do Cariri e de Fortaleza, passeando pelos diversos ritmos da cultura popular com uma textura sonora contemporânea. No show, Calé será acompanhado pelos músicos Alan Kardec (guitarra, viola brasileira e bandolim), Beto Gibbs (bateria), Edson Távora (teclado e sanfona), Giltácio Santos (clarineta, sax e flauta), Gustavo Portela (baixo elétrico), Rami Freitas (percussão).

O sábado (24), último dia de atividades do XII Encontro Mestres do Mundo, será dedicado à segunda sessão do Seminário Interdisciplinar de Patrimônio Imaterial, coordenado pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), com apresentação dos trabalhos em Gastronomia Tradicional Popular; Religiosidade Popular; Danças e Folguedos Tradicionais; Oralidade, Dramas e Outros Saberes; Música e Tradição Oral.

Durante todos os dias de evento, das 18h às 22h, o espaço Arena dos Mestres, localizado na Praça da Igreja Matriz de Aquiraz, traz ao público a Feira de Artesanatos com produtos dos Mestres, artesãos de Aquiraz e rendeiras, e a Feira de Gastronomia Tradicional com moradores da comunidade apresentando preparos da culinária local.

Também diariamente, a partir das 15h30, o Museu Sacro São José de Ribamar irá abrir as portas ao público com o seu acervo em exposição e receberá a ação Casa do Capitão – Mor Casa do Patrimônio com as atividades Valores do Meu Lugar, voltadas à Educação em Patrimônio, lideradas pela professora Lourdes Macena, curadora do XII Encontro Mestres do Mundo. Ainda nas tardes pelo Museu, a exposição Mestres da Cultura composta por xilogravuras de Otávio Meneses, e o Espaço Encantados em tributo aos 26 Mestres da Cultura já falecidos.

O XII Encontro Mestres do Mundo é uma realização da Secretaria da Cultura do do Estado do Ceará, com produção do Instituto Assum Preto e apoio cultural do Fórum de Cultura Popular Tradicional, Comissão Cearense de Folclore, Tapera das Artes, Museu Sacro São José de Ribamar e Prefeitura Municipal de Aquiraz, com reconhecimento pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) através do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade.

 Mais sobre o Encontro Mestres do Mundo

O Encontro Mestres do Mundo é um evento realizado pela Secult desde 2005 como uma importante iniciativa de interiorização da cultura. Em onze edições, o Encontro e suas ações já foram acolhidos pelas cidades de Limoeiro do Norte, Jaguaruana, São João do Jaguaribe, Russas, Barbalha, Juazeiro do Norte e Crato, entre outras, reunindo a cada edição os Mestres da Cultura, titulados como Tesouros Vivos da Cultura do Ceará, em diálogo com brincantes, estudantes, professores, pesquisadores e mestres de outros estados e países, com uma programação riquíssima voltada ao encontro e troca de saberes.

O Encontro é uma oportunidade singular de vivenciar a diversidade da cultura popular tradicional através da convivência com os guardiões que mantêm vivas as tradições. Conta com a participação de mestres, mestras e grupos locais, regionais e internacionais, promovendo a integração e a troca de experiências. Expressões de linguagens variadas se juntam em uma arena onde os mestres apresentam e transmitem seus saberes e seus fazeres.

 São momentos mágicos, onde o público participante trava contato com memórias, narrativas e práticas por meio de uma programação ampla de atividades práticas e teóricas, no intercâmbio de saberes, contando com a mediação de pesquisadores da cultura popular. São variados momentos em que os Tesouros Vivos da Cultura do Estado do Ceará recebem os convidados, mostrando para a comunidade local os seus costumes e a sua arte.

As noites são marcadas por uma grande diversidade de apresentações de grupos e mestres oriundos das 14 macrorregiões do Ceará, bem como atrações nacionais e internacionais. Ao longo das edições, ocorreram ainda diversas oficinas de repasse dos conhecimentos tradicionais, cursos e ações de educação patrimonial junto a estudantes e professores de escolas públicas, seminários temáticos com reflexões acadêmicas, exposições de fotografias e objetos relacionados às tradições, feirinha para comercialização de artesanatos feitos pelos mestres e outros produtos relacionados às culturas tradicionais, cortejos nas ruas da cidade, encontros de gestores culturais, dentre outras atividades.

Serviço
XXII Encontro Mestres do Mundo
Data:
de 21 a 24 de novembro de 2018
Local:
Aquiraz (CE)
Horário:
 9h às 00h
Aberto ao público